sexta-feira, 27 de janeiro de 2017

...





"Ao longo da vida, a gente aprende a reconhecer pessoas e pessoas. A se preservar, a ignorar. A gente se orgulha de quem nos tornamos, fincamos raízes emocionais. A gente não faz mais questão de convencer ninguém a nada, porque somos convencidos de nós mesmos. Sabemos quem somos e sobre o que temos dentro de nós. As pessoas te recebem, quando você se recebe. Te aceitam como você é, quando você se ajeita aí dentro de você. Quando você acolhe teus defeitinhos e escorregadelas. Quando você entende tuas mancadas como algo puramente humano. Reconhecer e aceitar a nossa verdade, ainda é o melhor jeito de ser feliz. As pessoas te dão paz, quando você se dá paz. Simples assim."







"O que os outros acham, é só que os outros acham"



sexta-feira, 6 de janeiro de 2017

...




"Na verdade, não basta ter fé.

Tem que “botar fé”.

Fazer acontecer o Amor é coisa de dedicação. 

Conquista diária que só acontece nos detalhes.

Todo mundo tem uma história de amor, 

e o desejo de ser muito amado, 

e de amar sobremaneira, 

mas tem um bocado de gente

sem perceber o azul dos dias, 

dos olhos, dos gestos

e amando em tons tristes. 

Não espere acontecer,

 faça.”


*


-Be Lins-





quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

...



Acho que é isso que fɑltɑ nɑ vidɑ dɑ gente:

 mɑis pɑlɑvrɑs bonitɑs e menos cɑrɑ feiɑ.

Mɑis olhɑres sinceros e menos grosseriɑ.

Mɑis sorrisos cúmplices e menos pɑlɑvrɑs durɑs.

Mɑis educɑção e menos pressɑ.

 Mɑis respeito e menos julgɑmento.

 Mɑis humɑnidɑde e menos fɑltɑ de respeito.

Mɑis doɑção e menos egoísmo.

Mɑis mãos dɑdɑs e menos individuɑlidɑde.




Clɑrissɑ Côrreɑ




sábado, 12 de novembro de 2016

...




Akai Ito:

“Um fio invisível conecta os que estão destinados a conhecer-se, independentemente do tempo, lugar ou circunstância, o fio pode esticar ou emaranhar-se, mas nunca irá partir.”
(Antiga crença japonesa)