terça-feira, 2 de dezembro de 2014

...



Talvez o caminho que me leve até você
não seja tão claro como um dia de sol!
Talvez eu tenha que caminhar mais atenta
para não me perder por entre miragens e ilusões
Mas uma coisa é certa...
Um coração que ama, jamais erra a direção!



Tatiana Moreira



sábado, 29 de novembro de 2014

Meu anjo...




Ele tem um jeito terno
Fico admirada ao vê-lo passar
Seu mundo parece perfeito
Retratado em seu versejar
Ele é homem em forma de anjo
Ou seria o contrário?
Não vou contestar!
Igual a ele, não conheço ninguém.
Gosta da natureza, de pessoas e até de estudar!
Imaginem só:
Ele me toca, e eu me sinto levitar!
Ele é pura magia
Isso ninguém pode negar!




Tatiana Moreira



terça-feira, 25 de novembro de 2014

Dá-me esse amor







Não quero amor 

que não saiba dominar-se, 
desse, como vinho espumante, 

que parte o copo e se entorna, 
...perdido num instante. 

Dá-me esse 
amor fresco e puro 
como a tua chuva, 
que abençoa a terra sequiosa, 
enche as talhas do lar. 
Amor que penetre até ao centro da vida, 
e dali 
se estenda como seiva invisível, 
até aos ramos da árvore da existência, 

e faça nascer 
as flores e os frutos. 
Dá-me esse amor 
que 
conserva tranquilo o coração, 
na plenitude da paz! 



Rabindranath Tagore




quarta-feira, 22 de outubro de 2014

...






No momento certo

No diário da vida

Eles se encontraram

Ele poeta das estrelas

Ela aprendiz do espaço

Atraídos pelo destino

Guiados por sentimentos

Separados pela distância

  Passam os dias...

Correm as horas...

Minam os segundos...

Ele prisioneiro do tempo

Ela algemada a razão

Ambos seguindo a missão

Afastados em corpo

Unidos pela alma

Renascem novos dias...

Recriam novas horas...

Reconstroem os segundos...

Ele se torna vento

 Ela se faz brisa

Juntos entrelaçados no tempo

Ligados pela paixão e dor

Sentenciados a viver o amor




Tatiana Moreira





quinta-feira, 9 de outubro de 2014

***





Quando amadurecemos,
aprendemos a podar
a arrogância e a mesquinhez;
a dar chances.
Quando amadurecemos,
aprendemos a tolerar,
não porque o outro merece,
mas para nos preservar.
Quando amadurecemos,
aprendemos a arte de dar paz
a nós mesmos."


Jackye Monteiro








terça-feira, 16 de setembro de 2014

...







E o vento
Toca a pele
*
Traz de longe
Algo que ninguém vê
*
Ele me traz você!



Tatiana Moreira