sexta-feira, 24 de outubro de 2008

Porque não eu?


Ecoa no ar a pergunta...


Estou tão distante

Não sou quem te vê

Quem recebe teu sorriso

E acolhe seu olhar


Porque não eu?


Ironia do destino

Que liga corações

E afasta corpos

Que me faz pressentir

E nunca sentir


Porque não eu?


Quem te tem a uma palavra

Quem te realiza a cada desejo

Quem te possui em todo o momento


A pergunta não cala...

Porque não eu?





Tatiana Moreira

© Todos os direitos reservados




5 comentários:

nas asas de um anjo disse...

hummmm...soa-me a amor quase-impossível, talvez c um continente p atravessar, e outro alcançar...

q o sonho te inspire, mas não consuma na dor da ausencia, no cansaço da espera e na frustração do nao ter.

se és planta de amor, então o pássaro te verá, c agrado!

bjs

gostei do poema

Fiuk disse...

Realmente existem momentos em que nós temos de nos perguntar isso, tá legal seu espaço... E tá até mais visitado que o meu, mais de boa hehe'
tá muito classe

Luciana disse...

Oi Tatiana!

Tudo bem contigo?

Realmente esse filme é muito bom eu e a minha irmã demos boas risadas com as cenas do Jack Nicholson e a Diane Keaton e fora que também tem no elenco o ator Keanu Reeves que é uma das minhas paixões tenho até a comunidade dele no meu Orkut rsrsrs.
Fico feliz que a tua irmã adora filmes assim como eu e que ela amou o blog pode ter certeza que esse blog é muito especial pra mim e é feito com muito carinho, pede para ela ir no meu blog pra gente se conhecer ok?

Bjs e um ótimo fim de semana!!!

Luciana

Pelos caminhos da vida. disse...

Fiz uma postagem hoje sobre amigos e lá estou repassando dois selinhos,e gostaria que vc fosse lá pra pegar,é com carinho que repasso.

Te espero lá.

beijooo

Dauri Batisti disse...

Infelismente é isso que tantas vezes acontece. Não eu. Mas haveremos de descobrir belezas no lugar onde a vida irrompe em nós.
Então posso afirmar: eu. Que bom, sou eu.

Beijo