terça-feira, 27 de outubro de 2009

Antes mesmo de te amar...


Em meu corpo a paixão fez morada.
Ardi em chamas nessa doce loucura.
Meu coração sucumbia dentro do peito.
Percorrestes lentamente a minha pele
Consumistes devagar as minhas forças
Condenastes todos os meus sentidos
Mesmo na sua ausência, sentia seu toque.
Atando correntes para que eu não escapasse
Impregnaste-me de sua presença invisível
Sussurrastes a voz em minhas madrugadas
Revelastes sua feição em minhas memórias
Embalastes a canção dentro de meu íntimo
Nesse sentir desvendastes quem eu sou...
O silêncio calou todas as minhas vontades
Detendo-me onde ainda eu era voz em ti
Sem forças para enfrentar a correnteza
Ajuda-me a mudar as rotas desse destino
Deixar de sonhar e silenciar a saudade
Reprimir vontades e estancar os desejos
Abandonar afetos e deixar de sermos “nós”
Ao contrário do que meu coração almeja
Por instinto lutar contra o que sinto!
Sem morrer a cada retorno seu a minha mente.
Talvez a minha paz estivesse em suas mãos...
Pois sinto que fui sua, antes mesmo de te amar.


Tatiana Moreira




-->