quinta-feira, 11 de março de 2010

...

-->
Inexplicável


Inexplicável o Amor...
Inexplicável a Vida...
Inexplicável o Sofrer...
Inexplicável o Morrer...

Tanta coisa que é inexplicável...
Tanta coisa que urge repensar...

Para isso é preciso matar...
Matar a fome e a sede...
Matar a maldade e arrogância...
Matar o orgulho e a vaidade...
Matar o vício e o egoísmo...

E então...

Inexplicavelmente surge nova Vida...

Inexplicavelmente o esperar é Alegria...
Inexplicavelmente o morrer é Vida...
Inexplicavelmente o Amor é Eterno

  Lili Laranjo


 
--> -->
Ontem, chegou a minhas mãos dois livros da grande poetisa:
Lili Laranjo.


 
Ainda estou a saborear cada poesia.
Mas, desde já digo que o seu belíssimo dom está encantando a minha alma,
tornando um forte incentivo para que eu não deixe de escrever o que sinto.
Obrigada de todo o meu coração!

Aos amigos desejo dias ricos em dádivas!

Um abraço carinhoso.




-->