domingo, 23 de maio de 2010

Meu Eu de volta para mim

-->
-->

Por muito tempo eu acreditei nas palavras
No sentimento que imaginava conter nelas
Então entendi... Eu quem me enganei
Criei um mundo no qual eu mesma inventei
Quando olhei ao redor, vi o quanto estava só
Ludibriada por um sentimento de dar dó
Observei a minha vida passando como filme
A imagem de alguém que comete um crime
O de viver uma vida baseada em fantasia
Dessa que não se realiza, apenas vicia
Percebi que a única culpada fui eu
Ao querer algo que não poderia ser meu
De posse da minha sanidade mental
Sinto que consegui me livrar desse mal
Livrando quem amava desse apego
Libertando o meu eu para ter sossego
Certa de que agora me basta a realidade
Assim quem sabe... Terei tranqüilidade!


Tatiana Moreira


-->

Desejo uma ótima semana para todos!
Um beijo carinhoso