sábado, 31 de julho de 2010

Aprendi a voar em meu (a) mar


Senti o chão abrir debaixo de meus pés
Voei alto num céu repleto de sentires
Conheci as maravilhas do bem querer
Descobri no mar as riquezas do enternecer


Vivi da imensidão do mar, os mistérios
Das ondas fortes, os intensos desejos
Em águas agitadas descobri sentimentos
Na calmaria, estavam meus pensamentos


Revelei o que tinha de mais precioso
Dediquei o que sabia de mais corajoso
Imaginei o que queria um dia realizar
Sonhei o que não gostaria de acordar


Mas o chão faltou quando eu precisei
Um céu de nuvens pesadas, presenciei
Na decepção da visão, as asas guardei
No descuido do coração, eu chorei!


Do céu guardarei o que me encantou
Desse sentir ficará o que me apaixonou
No amor... Descobri a força da paixão
No voo... Aprendi a fortalecer o coração!




Tatiana Moreira



Um beijo com carinho para Todos!




quinta-feira, 29 de julho de 2010

Postagem Coletiva - Sempre Amigos

-->

-->
Olá Amigos!
Eu e os meus amigos do blog Espaço Aberto, estamos propondo no blog uma Postagem Coletiva bastante interativa e que nos faz voltar no tempo e resgatar amigos do inicio do nosso blog.
Eu fui à busca da minha primeira postagem no blog, ela foi realizada em 15 de outubro de 2008.
As pessoas que comentaram foram:

Val... Minha linda Amiga dos tempos do Flog! No blog atualmente, raramente nos visitamos, mas no Orkut sempre que possível trocamos palavras carinhosas que alimentam a alma.


Ana... Que Pelos caminhos da vida me encontrou e até hoje estamos juntas nessa blogosfera.


Rita Costa, grande poetisa! Perdemos o contato através do blog.


Elcio Tuiripepi  - Blog Verseiro - Meu Anjo da Guarda na terra, uma pessoa mais que especial para o meu coração! Estamos juntos... Para sempre!


A minha busca – Perdi o contato com o Chico e o procurei para resgatar a amizade.


Luminas  - Não tem mais como acessar o blog.

-->

E por falar em amigos, aproveitarei o momento para agradecer de todo o meu coração, o meu Amigo Luso Emanuel Lomelino.

Meu amigo Manu, obrigada por fazer chegar até as minhas mãos a preciosidade do seu livro de poesias. Estou encantada com tamanha dádiva. Peço que Deus ilumine sempre o seu belo Dom e que traga para a sua vida a realização de seus sonhos!

Compartilharei com vocês o talento do Grande Poeta e Amigo Manu!

Tenho um amor


Tenho um amor, não faço segredo
Porque minha vida é um livro aberto
Nada escondo, está tudo a descoberto
Dizendo a verdade, não me dá medo
Já o identifico como uma paixão
É a medicina para curar a solidão
Deste amor não me desfaço tão cedo


Tenho um amor, em mim entranhado
Que me comanda os passos, a vida
E só eu sei como com ele se lida
Mesmo não sendo de todo complicado
Só necessito um pouco de paciência
Saber interagir com são inteligência
E manter-me a ele muito dedicado


Tenho um amor que revelo ao mundo
Onde me perco como num labirinto
Confesso sem vergonha o que sinto
E este sentimento é bem profundo
Sem este amor é como não respirar
É como ter pernas e não saber andar
É ter sede junto de um poço sem fundo


Tenho um amor e faço publicidade
Muitos são os que ouvem o que digo
E elogiam o amor desse seu amigo
Demonstrando toda a sua amizade
Palavras que oiço e me envaidecem
Desses amigos que me enriquecem
e me enchem o coração de felicidade


Tenho um amor que anda disperso
Sem, contudo, andar por aí perdido
É um amor que me é muito querido
É o que mais amo neste universo
Pela primeira vez de forma discreta
Amo a poesia, sou aprendiz de poeta
Eis por que sou o AMADORDOVERSO



Emanuel Lomelino



Beijos com meu carinho e amizade para todos!

sábado, 24 de julho de 2010

Saudade de estar aqui...

-->

-->
Para Ti


Foi para ti
que desfolhei a chuva
para ti soltei o perfume da terra
toquei no nada
e para ti foi tudo

Para ti criei todas as palavras
e todas me faltaram
no minuto em que talhei
o sabor do sempre

Para ti dei voz
às minhas mãos
abri os gomos do tempo
assaltei o mundo
e pensei que tudo estava em nós
nesse doce engano
de tudo sermos donos
sem nada termos
simplesmente porque era de noite
e não dormíamos
eu descia em teu peito
para me procurar
e antes que a escuridão
nos cingisse a cintura
ficávamos nos olhos
vivendo de um só
amando de uma só vida 


Mia Couto, in "Raiz de Orvalho e Outros Poemas"

Na falta de palavras minhas...
Deixo um poema que toca o meu coração e alma.

Um beijo com carinho e saudade de Todos!


--> -->