terça-feira, 12 de abril de 2011

No mar do seu olhar




Diante da imensidão de suas águas
Confesso que às vezes eu sinto medo
Penso algumas vezes em recuar...
Mas há algo nesse mistério que me atrai
Que me faz cada vez mais aproximar
Observo seus momentos de transparência
Descubro e alimento de ti cada gota
Afasto quando suas águas ficam turbulentas
E impedem a minha visão de te enxergar
(Despertando o meu receio de mergulhar!)



 Porém a maré alta novamente vem me buscar
Trazendo-o de volta a nutrir o meu leito
Não consigo nadar contra a correnteza
Entrego-me ao fluir que me envolve inteira
É nítido... Não há como disfarçar...
Que nesse ir e vir das nossas ondas
O meu rio sempre corre para o seu mar
Atraindo-me completamente rendida
Dentro do mar do seu olhar!


Tatiana Moreira




 Agradeço a todos os amigos
os comentários recebidos!
Essa interação faz muito bem 
ao meu coração!


Beijos para vocês com o meu carinho