quarta-feira, 22 de agosto de 2012

Abro alas...



Abro alas para os meus sonhos
A comissão de frente é a emoção
Desfilam livres os meus pensamentos
Na avenida das possibilidades
Pontuo quais sonhos terão prioridade
Ouço com atenção o enredo: Vida!
Atenta a evolução e suas alegorias
Separo o que é real do que é fantasia
E lá vou eu...
Diante do conjunto das tristezas e alegrias
Querendo apenas o que me traz: Harmonia!



Tatiana Moreira







segunda-feira, 20 de agosto de 2012

Você sabe?



-Você sabe que dia é hoje?
Perguntam insistentemente.
-De que adianta saber os dias?
-Se não posso fazer nada diferente!
Respondo diante da aflição.
Assim os dias passam todos iguais...
Indiferentes ao meu coração
Que pulsa lembranças e lateja saudades
Frutos de outra estação
Era verão...
O que hoje faz invernar
No meu coração!





Tatiana Moreira



domingo, 19 de agosto de 2012

Falam de tudo.





"Falam de tudo. 
Da moral, do comportamento, dos sentimentos, das reações, dos medos, das imperfeições, dos erros, das criancices, ranzinzisses, chatices, mesmices, grandezas, feitos, espantos. 
Sobretudo falam do comportamento e falam porque supõem saber. 
Mas não sabem, porque jamais foram capazes de sentir como o outro sente. 
Se sentissem não falariam."




Nelson Rodrigues




segunda-feira, 13 de agosto de 2012

...



Passeando pela internet, deparei-me com um texto que logo nas primeiras palavras despertou a minha atenção e emoção...


"Um dos mais deslumbrantes momentos da Vida acontece quando reconheces alguém sem saber bem de onde.
Nunca a viste, nunca te cruzaste com ela, nunca lhe ouviste a voz, e de repente entra na tua Vida com a simplicidade de um beijo.
Olhas os seus olhos e reconheces aquele olhar de outros lugares, de outro tempo, de outras histórias, de outras circunstâncias, como se ele te estivesse a lembrar tudo àquilo que já viveram juntos, o porquê de se reencontrarem hoje, agora, de novo, para dar continuidade a algo interrompido no tempo que, por mais que o tentes e queiras, não consegues entender.
Mas sentes que algo já não é novo. Entendes que é uma continuação.
E ficas a olhar aqueles olhos com a certeza de tê-los visto muito mais vezes, num reconhecimento tão forte que te apetece prolongar aquele instante por uma nova eternidade igual à que passou desde a última vez que os viste.
Na verdade, apetece-te não os deixar partir mais.
A isso chama-se reencontrar uma parte perdida da tua Vida!"

(José Micard Teixeira)


Assim é a vida...
Assim são os verdadeiros encontros de almas afins!

Um abraço carinhoso para todos!