sexta-feira, 19 de julho de 2013

Como folhas no outono...



Já se foi o outono... E as folhas ainda insistem em cair!
Queria ter o poder de ficar aqui e não mais ter que partir...
As lembranças ainda me prendem nesse lugar
Meus passos congelam por mais que eu queira apressar
Em algum lugar olhos atentos eu sinto me observar
Quem será que me guia e não me deixa escapar?
Quem me acolhe em sonhos e tenta acalentar?
Busca as minhas mãos e num toque me faz acalmar...
Acordo ainda vestida de sonhos e não quero despertar
Entre sonhos, realidades ou doces fantasias... 
De malas prontas ao céu volto a suplicar: 
Peço... Não deixe o vento me levar...
Posso nesse espaço de tempo não querer mais voltar!



Tatiana Moreira