quinta-feira, 20 de março de 2014

Anseio







A poesia não me cabe



Não visto a roupa certa



Não encontro a imagem



A forma correta








Tenho saudades



Daqueles acometimentos poetícios



Derramava palavras à vontade



Depois assustava de tão bonito








Sempre faltam palavras



Sempre é impreciso



Quem sabe as palavras me calam



E descubro que existo?






 (Sérgio Mitre)